Análise: Razão e Sensibilidade, de Jane Austen

"Razão e Sensibilidade" é um livro em que as irmãs Elinor e Marianne representam uma dualidade, de maneira alternada, ao longo da narrativa. As expectativas vividas pelas duas com a perda, o amor e a esperança, nos aponta para um excelente panorama da vida das mulheres de sua época. As irmãs vivem em uma sociedade rígida, e ambas tentam sobreviver a esse mundo cheio de regras e injustiças. Tanto a sensível e sensata Elinor como a romântica e impetuosa Marianne se veem fadadas a aceitar um destino infeliz por não possuírem fortuna nem influências, obrigadas a viver em um mundo dominado por dinheiro e interesse. As duas personagens passam por um processo intenso de aprendizagem, mesclando a razão com os sentimentos em busca por um final feliz.

Ficção / Literatura Estrangeira / Romance

Razão e Sensibilidade, de Jane Austen, é um romance publicado em 1811. O livro conta a história das irmãs Elinor e Marianne Dashwood, duas jovens que se encontram em situações diferentes na vida. Elinor é uma mulher sensata e prática, enquanto Marianne é romântica e impulsiva.

Contexto histórico e social

Razão e Sensibilidade foi escrito no início do século XIX, durante o período da Regência na Inglaterra. A Regência foi um período de transição na história inglesa, marcado por mudanças políticas e sociais. Durante esse período, a Inglaterra estava se tornando uma potência industrial e comercial, e a sociedade estava se tornando mais complexa e diversificada.

Gênero e estilo

Razão e Sensibilidade é um romance de costumes, um gênero literário que retrata a vida cotidiana das pessoas de uma determinada época. O romance é escrito em terceira pessoa, e o narrador é onisciente, ou seja, conhece os pensamentos e sentimentos dos personagens.

Personagens

Os personagens principais de Razão e Sensibilidade são Elinor e Marianne Dashwood, duas irmãs que são opostas em personalidade. Elinor é uma mulher sensata e prática, que sempre se esforça para ser racional. Marianne é uma mulher romântica e impulsiva, que segue seu coração.

Estrutura e enredo

Razão e Sensibilidade é dividido em três partes. A primeira parte conta a história da morte do pai das irmãs Dashwood e de sua mudança para a casa de sua madrasta. A segunda parte conta o romance de Elinor com Edward Ferrars e o de Marianne com John Willoughby. A terceira parte conta o final dos romances das duas irmãs.

Narrador e ponto de vista

Razão e Sensibilidade é narrado em terceira pessoa, e o narrador é onisciente, ou seja, conhece os pensamentos e sentimentos dos personagens. O narrador é imparcial e não interfere na história.

Estilo de escrita

A escrita de Jane Austen é clara e concisa. Ela usa uma linguagem simples e direta, mas também é capaz de criar diálogos e cenas memoráveis.

Período histórico

Razão e Sensibilidade é um romance importante para a história da literatura inglesa. O livro é considerado um dos melhores romances de Jane Austen e um dos mais importantes romances de costumes do século XIX.

Importância e relevância social

Razão e Sensibilidade é uma história sobre amor, perda e crescimento. O livro explora temas como a importância da razão, o poder do amor e a força da família. O livro é relevante até hoje porque continua a abordar temas universais que são importantes para as pessoas de todas as épocas.

Biografia do autor

Jane Austen (1775-1817) foi uma escritora inglesa que é considerada uma das maiores romancistas de todos os tempos. Austen nasceu em Steventon, Inglaterra, e cresceu em uma família de classe média. Ela começou a escrever romances quando era jovem, e seu primeiro livro, Razão e Sensibilidade, foi publicado em 1811. Austen publicou seis romances durante sua vida, e seu trabalho continuou a ser popular após sua morte.

Resenha crítica

Razão e Sensibilidade é um romance bem escrito e envolvente. Jane Austen é uma escritora talentosa que cria personagens complexos e situações interessantes. O livro é uma leitura obrigatória para qualquer fã de literatura inglesa.

O livro é um retrato realista da sociedade inglesa do século XIX. Austen mostra como as mulheres eram limitadas por suas expectativas sociais. Elinor e Marianne são duas mulheres inteligentes e independentes, mas elas são forçadas a se conformar às normas sociais para serem aceitas.

O livro também é uma história sobre o poder do amor. Elinor e Marianne encontram o amor verdadeiro, mas elas precisam superar obstáculos para ficarem juntas. O livro mostra como o amor pode superar qualquer desafio.

Razão e Sensibilidade é um clássico da literatura inglesa que continua a ser relevante até hoje. O livro é uma história sobre amor, perda e crescimento que fala a todos.

Nenhum comentário

Postar um comentário

© all rights reserved
made with by templateszoo