RESENHA: A Procura da Felicidade.


‘Eu conheci meu pai quando eu tinha 28 anos. Eu fiz a minha cabeça que quando eu tivesse filhos, eles irão saber quem é seu pai.”

Chris agora é pai solteiro e precisa cuidar de seu filho Christopher então  começa procurar uma forma de sair daquela situação, a principio vendendo as máquinas que restavam quando ao passa por um prédio da bolsa de valores se deparar com um homem que acabará de estacionar um carro de luxo ao qual pergunta como fez para obtê-lo que bem humorado responde “ser corretor da bolsa de valores” assim  “plantando” em Chris  um “ plano de carreira” que ele começa a objetivar:

“Todos eles parecem tão felizes para mim. Por que eu não posso parecer assim?”

Relacionando a matéria de gestão de carreira do administrador ao filme a idéia de ter um Plano seja ele focado na vida profissional ou pessoal é algo que Chris demostrar em vários momentos: “A maioria das pessoas precisa de um plano. A vida já é louca demais sem um plano.”


“Há coisas que acontecem na vida e há coisas que você faz acontecer. É a diferença entre ter um plano e não ter.”

Chris com determinação passa na principal entrevista para ingresso numa importante corretora de ações, mas se depara com o dilema de trabalhar durante seis meses como estagiário “sem salario e nem mesmo uma promessa aceitável de trabalho”, no entanto ele aceita. A esperança fica diretamente focada em vender suas máquinas, que lhe renderia o dinheiro para sobrevivência e ser aprovado no programa de estágio.

Mas ao longo dos seis meses Chris e Christopher passam a dormir em abrigos, estações de trem, banheiros, alberge ou onde quer que consigam um refugio devido aos agravamento da crise financeira que Chris passava, também nesse período apesar das dificuldades Cris começa a lidar com os clientes e não desisti no primeiro obstáculo ( o primeiro Não)  e consegue após isso o fechamento de trinta e um contratos o que faz além de outras coisas que a  empresa veja em Chris um homem com valores que atende as perspectivas realizando as metas com sinceridade, determinação, sabendo lidar com as pessoas e com as frustrações decorrente do trabalho sobre pressão e além de mostrar a capacidade em desenvolver habilidades em negociar, relacionar  e comunicar com clientes.


Chris Gardner ao fim do programa estágio é contratado e assim começa a ter um futuro promissor se tornando anos mais tarde um dos homem mais ricos do Estados Unidos. “Esta parte da minha vida, esta pequena parte, se chama felicidade.”

Chris Gardner é uma lição no não desistir de um sonho de um objetivo e para finalizar deixo a frase que Chris fala para seu filho durante uma cena do filme a qual percebemos que ele não fala somente para o filho de uma maneira indireta ele fala para ele mesmo e para o telespectador: "Nunca deixe que alguém te diga que não pode fazer algo. Nem mesmo eu. Se você tem um sonho, tem que protegê-lo. As pessoas que não podem fazer por si mesmas, dirão que você não consegue. Se quer alguma coisa, vá e lute por ela. Ponto final."

A importância do projeto de carreira para a delimitação de onde queremos chegar envolve tudo aquilo que podemos almejar para nossa vida profissional e até mesmo a vida pessoal pois a consciência que elas então interligadas e pouco reconhecida. A carreira profissional e feitas de escolhas que satisfaz ou não o individuo. O Projeto seria um Plano que consequentemente  significa uma intenção, uma espécie de guia, uma rota para o alcance das metas. Sendo assim devemos traçar nossos planos de carreira de forma a criar metas de onde queremos chegar, quanto tempo isso pode levar e as consequência que elas tomaram. Isso capacita o individuo a ser um profissional mais serio e comprometido além de um trabalho por excelência.


Simplesmente vejo as constantes adaptações e ajustes á realidade vividas pelo personagem para chegar onde ele desejava que o impossível era sempre possível, duas frases me marcam de forma a percebe isso em Chris:

“Você nunca chegará a 100% se se contentar com 99%.” “Posso dizer uma coisa? Hum, eu sou o tipo de pessoa que, se você me perguntar uma pergunta e eu não souber a resposta, eu vou te dizer que eu não sei. Mas eu vou apostar com você que eu sei como encontrar a resposta e eu vou encontrá-la.”

O foco em querer mudar de vida e a persistência em realizar seus planos fez com que Chris provasse que com o trabalho é possível para chegar onde se deseja e quando ele percebia que algo não estava ocorrendo de forma a obter os resultados esperados ele sempre encarava os novos desafio de maneira a não desistir dos seus planos.

Nenhum comentário

Postar um comentário

© all rights reserved
made with by templateszoo