[lançamento] A morte também aprecia o jazz, de Edimilson de Almeida


A morte também aprecia o jazz

No novo livro de Edimilson de Almeida Pereira, as formas do jazz e de outros ritmos da afro-diáspora levam o poeta a reunir linguagens e artistas dos mais variados tempos, como Dizzy Gillespie e Elizeth Cardoso, além de convocar outras linguagens, entre elas a das pinturas do cubano Wifredo Lam ou a dos versos de León Damas, poeta da Guiana-Francesa. Como escreve Claudete Daflon no texto de orelha, “evocando a morte, Edimilson de Almeida Pereira nos joga em cheio no centro da vida”. E é do centro dessa vida pulsante que esses poemas nos convidam para dançar. 

O livro conta com posfácio de Michel Mingote Ferreira de Ázara e edição de Bruna Beber.

Nenhum comentário

Postar um comentário

© all rights reserved
made with by templateszoo