Peste bulbônica: caos e destruição

Foto: BBC


A peste bulbônica, também conhecida como peste negra, foi uma pandemia que assolou a Europa, Ásia e África entre os anos de 1346 e 1353. É considerada uma das pandemias mais mortais da história, com estimativas que variam de 75 a 200 milhões de mortes.

Período histórico

A peste bulbônica surgiu na Ásia Central e se espalhou rapidamente pela Europa através das rotas comerciais. A doença chegou à Europa em 1346, na cidade de Caffa, no Mar Negro, que estava sitiada por tropas mongóis. Os mongóis lançaram cadáveres de pessoas mortas pela peste sobre as muralhas da cidade, e a doença se espalhou para os navios que estavam fugindo de Caffa.

A peste chegou à Itália em 1347 e se espalhou rapidamente para o resto da Europa. A doença atingiu seu pico em 1348 e 1349, quando cerca de um terço da população da Europa morreu.

Quantidade de vítimas

A quantidade de vítimas da peste bulbônica é difícil de estimar, mas as estimativas variam de 75 a 200 milhões de mortes. Isso representa cerca de um terço da população da Europa na época.

Poder médico

O poder médico na época da peste bulbônica era limitado. Os médicos da época não entendiam a causa da doença, e seus tratamentos eram geralmente ineficazes.

Os tratamentos mais comuns para a peste bulbônica eram:

  • Cirurgia: Os médicos às vezes faziam cirurgias para drenar os bubos, que eram os gânglios linfáticos inchados que eram um dos principais sintomas da doença.
  • Medicamentos: Os médicos receitavam uma variedade de medicamentos, incluindo ervas, sais e metais.
  • Quarentena: As autoridades de saúde começaram a implementar medidas de quarentena para tentar conter a disseminação da doença.

Nenhum comentário

Postar um comentário

© all rights reserved
made with by templateszoo