[RESENHA #697] Amor e Amizade, de Jane Austen

Jane Austen (1775-1817), uma das romancistas mais importantes da literatura universal, viu os quatro romances que publicou em vida caírem na graça do público. Porém, são pouco conhecidos entre nós os primeiros trabalhos da autora, que começou a escrever ainda criança. Este volume traz três desses textos ficcionais de juventude, todos na forma de narrativas epistolares – contadas através de cartas. A novela "Amor e amizade", de 1790, mostra a troca de correspondência entre Laura, uma mulher madura, e Marianne, a jovem filha de uma amiga. A história inclui amores proibidos e fugas da família, além de muitos – e hilários – desmaios. “As três irmãs” e “Uma coleção de cartas”, escritas entre 1791 e 1792, dão novas amostras do estilo cômico e do gênio que se tornariam marca registrada da grande autora.

RESENHA 

Amor e Amizade de Jane Austen (sim, ela escreveu dessa maneira) faz parte do segundo volume de Juvenilia de Austen, as curtas obras que ela escreveu entre 1787 e 1793 principalmente para diversão de sua família. Amor e Amizade é um pequeno romance epistolar com o subtítulo "Beguiled in Friendship and Betrayed in Love" e mostra o humor e a inteligência de Austen. A partir desses primeiros escritos, podemos ver Austen trabalhando em obras-primas literárias (na minha opinião) que os leitores ainda amam quase 200 anos após sua morte.

A novela começa com Laura contando a Marianne sobre o seu primeiro amor, Edward Falkland. Laura e Edward se apaixonam perdidamente, mas o seu amor é proibido, pois Edward é um homem pobre. Laura é obrigada a se casar com um homem rico e poderoso, Sir William Manderley.

Laura é infeliz no seu casamento, mas ela continua a amar Edward. Ela finalmente consegue fugir de Sir William e se encontrar com Edward. Os dois se casam e vivem felizes para sempre.

Além da história de Laura e Edward, Amor e Amizade também conta a história de outras duas mulheres: Louisa Musgrove e Caroline Bingley. Louisa é uma jovem romântica que acredita no amor à primeira vista. Caroline é uma jovem calculista que está apenas interessada em se casar com um homem rico.

Amor e Amizade é uma obra juvenil de Jane Austen, mas ela já mostra o seu talento para a escrita cômica. A novela é cheia de situações hilárias, como os desmaios de Laura e as tentativas de Louisa de seduzir homens.

A novela também é uma crítica à sociedade da época, que valorizava o dinheiro e o status social acima do amor. Amor e Amizade mostra que o amor verdadeiro pode superar todas as barreiras, sejam elas sociais ou financeiras.

A carta de abertura do romance é de Isabel para sua amiga Laura. Isabel imagina que desde os 55 anos Laura deveria estar pronta para discutir os acontecimentos de sua vida. O resto das cartas de Laura para Marianne, filha de Isabel, e embora apenas um ponto de vista seja apresentado neste romance (e o ponto de vista limitado é uma das desvantagens da estrutura epistolar), realmente funciona aqui. Laura escreve para Marianne sobre suas “desventuras e aventuras” na vida e gosta de servir de lição ou guia. E Laura com certeza levará os leitores a uma aventura!

Em Amor e Amizade, Austen zomba dos romances. Há casamentos rápidos contra a vontade dos pais, mortes trágicas, roubos e desmaios. Austen dá tudo de si no melodrama, mas funciona. As travessuras de Laura não são apenas ridículas, mas também engraçadas. Poderia ter sido entediante se o artigo fosse mais longo, mas tem apenas cerca de 30 páginas e é uma leitura muito rápida.

Laura se casa quase imediatamente com Edward depois que ele aparece na casa de sua família, perdido e em busca de abrigo. Ele é filho de um baronete que deveria se casar com outra pessoa, mas Eduardo está determinado a sempre desobedecer ao pai. Os noivos vão parar na casa dos amigos de Eduardo, Augusto e Sofia, que se casaram contra a vontade dos pais, queimaram o dinheiro que Augusto roubou do pai e acumularam tantas dívidas que Augusto é preso. Quando Edward sai para ver se consegue tirar August da prisão, mas não consegue voltar, Laura e Sophia, agora melhores amigas, devem se defender sozinhas e seguir para a Escócia.

A partir daí acontecem inúmeras coisas que fazem as mulheres desmaiar e ocorre uma série de estranhas coincidências. Austen não levou sua heroína a sério e nem os leitores. Para os fãs de Austen que desejam ler algumas de suas obras menos conhecidas, Love and Freindship é o lugar perfeito para começar.

Outras resenhas de Jane Austen que talvez você queira ler:

Orgulho e Preconceito
Sanditon
A abadia de Northanger
Razão e sensibilidade
Emma
Lady Susan
Mansfield Park
A história da Inglaterra
Os Watson
Persuasão


A AUTORA

Jane Austen nasceu em 16 de dezembro de 1775, em Steventon, na Inglaterra. Teve pouco tempo de educação formal e terminou os estudos em casa. Começou a escrever textos literários por volta dos doze anos de idade. Mas, em vida, seus livros foram publicados de forma anônima, isto é, sem a identificação de sua autoria.


A romancista, que morreu em 18 de julho de 1817, em Winchester, escreveu obras que apresentam marcas de transição entre o Romantismo e o Realismo ingleses. Assim, suas histórias de amor possuem um tom irônico e fazem crítica social. Essas características também estão presentes em um de seus livros mais conhecidos, o romance Orgulho e preconceito.


Nenhum comentário

Postar um comentário

© all rights reserved
made with by templateszoo