[RESENHA #714] Noites brancas, de Dostoiévski



No lançamento da Nano, a coleção de bolso da Antofágica, apresentamos a melhor opção para aqueles que desejam conhecer a obra de Dostoiévski – e de quebra, um passeio pela mente de um apaixonado e por uma cidade histórica. Noites brancas é a história do encontro entre uma jovem desiludida e um sonhador, aquele que narra os eventos ocorridos ao longo de poucas noites, durante um período muito especial do ano em São Petersburgo, quando as noites não escurecem. Perambulando pela cidade, e por vezes até conversando com seus prédios, o Sonhador conhece Nástienka, uma melancólica jovem de coração partido. A partir deste encontro, os personagens desenvolvem uma conexão arrebatadora, aquele momento em que todos sentimos que nossos destinos podem mudar. E para o Sonhador não é diferente: ele tem a sensação de que finalmente coisas incríveis podem acontecer em sua vida. Mas será que ele está certo? Livro mais romântico da obra de Dostoiévski, Noites brancas é também uma ótima porta de entrada para começar a ler este grandioso autor da literatura russa. Como apoio e contextualização para a leitura, este livro e toda a coleção Nano apresenta um QR Code que, ao ser escaneado, direciona para um portal de leitura dos textos extras. Neste livro, disponibilizamos um texto de apresentação da cantora e compositora Letrux, posfácios do tradutor Lucas Simone e da professora doutora em Literatura e Cultura Russa pela USP Priscila Nascimento Marques, e também com um ensaio da autora Natalia Timerman.

RESENHA


Um rapaz de São Petersburgo se encanta por uma moça que já tem coração ocupado por outra pessoa. Durante quatro noites, eles conversam e sonham juntos. O rapaz sabe que a mulher não o ama da mesma forma, mas está satisfeito em ser apenas seu amigo. Na quarta noite, a moça sai de São Petersburgo para visitar a avó. O jovem está com o coração partido, mas tem a certeza de que nunca a esquecerá.

O narrador se vê sozinho, porém, ainda carrega a esperança. Ele compreende que, mesmo que seu amor por Nastenka não seja correspondido, ele conseguiu descobrir algo valioso em seu breve encontro. Ele constatou que, apesar da solidão, ainda é capaz de encontrar o amor e uma conexão profunda.

Na história central, temos o Sonhador como protagonista, que se apaixona por Nástenka em uma das noites brancas de São Petersburgo. Nesta obra, ao contrário de outras, em que a preocupação social guia a trama, encontramos um Dostoiévski romântico e brincalhão. O personagem principal, diferente das versões teatrais e cinematográficas, perambula sem rumo pela "noite branca" de São Petersburgo sem ter um nome. 

A expressão "noite branca" se refere a um fenômeno comum na Europa, onde, mesmo com o sol se pondo, ele permanece um pouco abaixo da linha do horizonte, iluminando a noite e criando uma atmosfera onírica. O encontro casual transforma completamente a vida do protagonista solitário até então: ele conhece Nástenka, ingênua e também sonhadora, que, em lágrimas, espera aquele a quem havia prometido seu amor um ano antes.

Noites Brancas é um livro de Fiódor Dostoiévski, publicado em 1848, que narra o encontro e o romance entre um sonhador solitário e uma jovem órfã em São Petersburgo. O livro é considerado uma obra-prima da literatura russa, que explora os temas da solidão, do amor, da esperança e da desilusão.

Noites Brancas é um livro que encanta pela sua beleza poética e pela sua profundidade psicológica. Dostoiévski cria personagens que são ao mesmo tempo reais e idealizados, que sofrem e sonham com um amor impossível. O autor mostra a sua habilidade em retratar as emoções humanas, as angústias existenciais e as contradições da alma. O livro é um convite à reflexão sobre o sentido da vida, o valor da amizade e a busca pela felicidade.

Noites Brancas conta a história de um homem sem nome, que vive isolado em seu quarto, mergulhado em seus devaneios. Em uma noite de inverno, ele conhece Nástienka, uma jovem órfã que espera pelo retorno de seu amado. Os dois iniciam uma amizade e passam a se encontrar todas as noites, compartilhando suas histórias, seus sentimentos e seus sonhos. O homem se apaixona por Nástienka, mas sabe que ela pertence a outro. Ele se contenta em ser seu amigo e seu conselheiro, mas também nutre a esperança de que ela o escolha. No entanto, o destino reserva uma surpresa para os dois, que terão que enfrentar a realidade e o desfecho de sua relação.

Noites Brancas é um livro que emociona e cativa o leitor, que se identifica com os personagens e suas aspirações. É uma obra que revela o talento e a sensibilidade de Dostoiévski, um dos maiores escritores da história.

O AUTOR
Fiódor Dostoiévski (1821-1881) foi um escritor russo autor de Os Irmãos Karamázov e Crime e Castigo, obras-primas da literatura universal. Seus romances abordam questões existenciais e temas ligados à humilhação, culpa, suicídio, loucura e estados patológicos do ser humano.

Nenhum comentário

Postar um comentário

© all rights reserved
made with by templateszoo