Os 10 melhores livros sobre educação infantil


A educação na infância é um dos pilares mais importantes para o desenvolvimento e formação de um indivíduo. Por isso, a escolha dos materiais utilizados nesse processo é fundamental para garantir um aprendizado de qualidade. Pensando nisso, selecionamos uma lista com 10 livros essenciais que abordam temas importantes sobre educação na infância, que vão desde a importância do brincar até estratégias para lidar com desafios comuns nessa fase. Confira a seguir as nossas recomendações e mergulhe nesse universo de conhecimento e aprendizado!

1 – Baby-Art: os primeiros passos com arte, de Anna Marie Holm


Atividades criativas ampliam as possibilidades de desenvolvimento tanto da criança quanto do adulto. Este livro aborda:- bons lugares para desenhar e pintar- a escolha de bons materiais- idéias divertidas e não convencionais- o desenvolvimento do processo de criação- sentir alegria- perceber a totalidade- maravilhosas diferenças- e, em especial, tudo o que ganhamos com estar junto. Anna Maria Holm

2. O Cérebro da Criança

O Cérebro da Criança, número 1 em vendas na Amazon e best-seller do New York Times, lançado pela nVersos Editora. O neuropsiquiatra Daniel J. Siegel e a psicoterapeuta Tina PayneBryson criaram um livro magistral direcionado a pais e educadores para ajudar as crianças no processo de amadurecimento de sua inteligência emocional. Um método brilhante que transforma as interações cotidianas em momentos valiosos. O ?cérebro do andar de cima?, que toma decisões e equilibra as emoções, continua em construção até os vinte e poucos anos de idade. E, especialmente em crianças pequenas, o cérebro direito e suas emoções tendem a ser dominantes sobre a lógica do cérebro esquerdo. Não é de admirar que as crianças possam parecer ? e se sentir ? tão fora de controle. Ao aplicar essas descobertas ao cotidiano da criação das crianças, pais e educadores poderão transformar qualquer explosão, discussão ou medo, em uma oportunidade de integrar o cérebro da criança e promover crescimento vital. Repleto de explicações claras, estratégias adequadas a cada idade para lidar com as dificuldades do dia a dia e ilustrações que ajudarão a explicar os conceitos às crianças, o livro mostra como cultivar desenvolvimento emocional e intelectual saudável para que elas possam levar vidas equilibradas, significativas e conectadas.

3. Parentalidade Consciente


Neste clássico do Desenvolvimento Mental, da Parentalidade e da Educação Infantil, os autores ajudam os pais a entenderem e educarem seus filhos de maneira saudável e compassiva. Isso não significa deixar os pequenos fazerem tudo, pelo contrário, o livro serve como um guia para exercermos a parentalidade de forma plena, consciente e responsável, transformando o nosso pensamento e nossas ações em relação a situações passadas, e com isso, evitando erros futuros. O essencial é cultivar o apego positivo nas crianças, o afeto, e deixar de lado as experiências ruins dos adultos, pois, em grande parte das situações, repetimos com nossos filhos traumas de nossa infância, que estão internalizados e cristalizados em nossa mente, mesmo sem querer. Este livro oferecerá uma chance aos pais, educadores e cuidadores a se autoconhecerem, tornando-se mais equilibrados e conscientes, para que possam criar crianças fortes, resilientes e realizadas.

4. As cem linguagens das crianças: a experiência de Reggio Emilia, de Carolyn Edwards, Lella Gandini e George Forman

Nos últimos 50 anos, a cidade de Reggio Emilia consolidou sua reconhecida e aclamada abordagem de educação infantil como uma das melhores do mundo. Com novos capítulos e autores, o volume 2 de As cem linguagens da criança: a experiência de Reggio Emilia em transformação apresenta como esta perspectiva inovadora de educação de crianças de zero a seis anos modificou-se em resposta às transformações demográficas e políticas da comunidade e às novas gerações de educadores e pais. Os autores apresentam ao leitor uma abrangente introdução à experiência da cidade italiana, abordando em profundidade três temas centrais do trabalho realizado: o ensino e a aprendizagem por meio das relações, as cem linguagens da criança e como esse conceito se transformou e a integração da documentação ao processo de observar, refletir e comunicar.

5. Disciplina Sem Drama


Daniel J. Siegel, autor dos livros best-sellers internacionais "O cérebro da criança" e "O cérebro adolescente" e, Tina Payne Bryson, coautora de "O cérebro da criança", exploram neste livro o desafio da educação e criação dos filhos, destacando a ligação fascinante entre o desenvolvimento neurológico da criança e a forma como pais, cuidadores e educadores reagem ao "mau" comportamento infantil.

"Disciplina sem drama" fornece um roteiro eficaz para tratar de birras, estresse, tensões e lágrimas. Os autores explicam como lidar com conflitos, redirecionar emoções e transformar uma crise em uma oportunidade para o crescimento e desenvovimento da criança, por meio de técnicas, erros comuns cometidos pelos pais e estrategias de comunicação. O livro orienta como trabalhar a mente em desenvolvimento da criança e a resolver conflitos, inspirando felicidade nas relações entre pais e filhos e reforçando os laços de afeto.

6. O Dia a Dia das Creches e Pré-Escolas – Crônicas brasileiras, de Ana Maria Mello (org.)

Este livro reflete as variadas orientações didáticas para diferentes situações educativas disponíveis aos educadores brasileiros e vislumbra caminhos e possibilidades de se construir uma educação infantil de qualidade em nosso país.Apresenta o resultado, através de crônicas, da experiência de dezenas de educadores e técnicos das Creches da Universidade de São Paulo.

7. As Cem Linguagens da Criança: Volume 1

8. Professora Sim, Tia Não – Cartas a Quem Ousa Ensinar, de Paulo Freire

Em Professora, sim; tia, não , o maior educador brasileiro denuncia que a troca da palavra “professora” por “tia” para designar “pessoa que ensina” é uma armadilha ideológica. Nas dez cartas que compõem o livro, o autor analisa as qualidades verdadeiras e autênticas das virtudes éticas que educadores progressistas precisam ter e praticar, se querem ser agentes de transformação social. Professora, sim; tia, não reúne ainda apresentação de Ana Maria Araújo Freire e prefácio de Jefferson Idelfonso da Silva.

9. Alfabetização em Processo, de Emilia Ferreiro

10. Por Amor e por Força: Rotinas na Educação Infantil

Nenhum comentário

Postar um comentário

© all rights reserved
made with by templateszoo